top of page
jazz_22-02.png
jazz_22-01.png
Em S. João da Madeira, o mês de novembro é vivido ao ritmo do jazz, com a cidade a receber, na Casa da Criatividade, nomes que se destacam neste género musical no panorama nacional e internacional.
Captura_AmaroFreitas.jpg

AMARO FREITAS - 4 novembro - 21h30

 

O concerto de Amaro Freitas Trio, com Jean Elton no contrabaixo e Hugo Medeiros na bateria, é um tour de force de experimentação e renovação das tradicionais estruturas do jazz brasileiro.

Neste espetáculo, o pianista consolida a proposta artística de cruzar elementos da cultura popular afro-brasileira com o jazz numa única espiral sonora.

Num primeiro momento apresenta temas como Sankofa, Baquaqua e a vertiginosa Cazumbá estabelecendo a relação Norte > Nordeste do Brasil. Na sequência, contrasta o último frenético tema com Nascimento, em homenagem a Milton Nascimento e a contemplativa Vila Bela, evocando momentos de plenitude, de quando o peso do tempo é desanuviado pela contemplação da vida e não se sentem as horas a passar. Na sequência final apresenta Ayeye, música mais afro-pop e dois clássicos do seu repertório, Sangue Negro, que dá título ao primeiro álbum, e Rasif , música que já ultrapassou um milhão de visualizações nas plataformas.

Este espetáculo é, por isso, um fluxo musical sem fronteiras que conecta, com naturalidade, a diáspora da cultura afro-brasileira à vanguarda de nomes como Vijay Iyer, Craig Taborn, Thelonious Monk e Chick Corea, uma das suas grandes inspirações e a quem dedica o recente disco.

Classificação etária: M6          Duração: 75 min

Comprar

 

Captura_AndreCarvalho_edited.jpg

andré carvalho 

10 novembro - 21h30

 

Inspirado por palavras intraduzíveis, o contrabaixista e compositor André Carvalho apresenta o seu novo álbum Lost in Translation.

Estas palavras são pequenas pérolas da língua a que pertencem e, para serem compreendidas noutras línguas, será necessário recorrer a uma frase.

Editado em outubro de 2021 pela editora Americana Outside in Music, o grupo é formado por José Soares no saxofone e André Matos na guitarra, e conta com os apoios da Fundação GDA, Antena2, Companhia de Actores e Teatro Municipal Amélia Rey Colaço.

Para ilustrar musicalmente cada uma das palavras que integram o disco, André Carvalho recorre a linguagens como o jazz, a música contemporânea e música improvisada, criando uma linguagem pessoal, contemplativa e intimista.

Um espetáculo integrado no projeto Alternativa à 5inta

Classificação etária: M6          Duração: 80 min

Comprar

 

Captura_MimiFroes.jpg

mimi froes - 11 novembro - 21h30

 

Mimi Froes assume voz, texto e música em tudo o que faz.

É uma escritora de canções nata.

Depois do EP Vamos Conversar (2020), e de nele constarem temas como Vou e Não Faz Mal Não Estar Bem, que integra a banda sonora da novela A Serra, da SIC, e das recentes passagens por eventos como o ZZ - Jazz no Eixo no Theatro Circo em Braga e no Festival Música no Parque em Cascais, é altura de Mimi Froes voltar a apresentar música nova, com uma personalidade muito vincada, de forte humanismo latente e intimista.

E a Cantar constitui o título do seu mais recente EP (edição Arraial), composto por sete temas inéditos da sua autoria e composição, incluindo Petiza e Declarações de Meia Noite, e vídeo do artista brasileiro Daryan Dornelles (Chico Buarque, Caetano Veloso e Mallu Magalhães).

Classificação etária: M6          Duração: 80 min

Comprar

 

ricardo_toscano_quarteto.jpg

RICARDO TOSCANO QUARTETO

18 novembro - 21h30

Algo se passa na cena jazz de um país quando, em simultâneo, vários jovens em

início de carreira revelam qualidades muito acima da média até num músico maduro. Vem acontecendo isso com Ricardo Toscano, João Guimarães, João Mortágua e Francisco Andrade, exemplos de uma vitalidade nada comum.

O primeiro é considerado, aos 21, a nova coqueluche da música nacional. Não apenas uma “esperança”, mas alguém que está a ter impacto no presente. Hoje, é líder de um dos mais entusiasmantes grupos em atividade, o Ricardo Toscano Quarteto que acabou de editar o seu primeiro e tão aguardado disco homónimo.

O jazz praticado é o mainstream, sem preocupações de inovação e muito menos de experimentação, mas são tais a frescura, a energia, a entrega e a personalidade própria dados aos temas standards incluídos, que o Ricardo Toscano Quarteto conquistou a unanimidade do aplauso.

Já não é só de bom jazz que se trata, mas de brilhantismo. A linguagem adotada é a do bebop e do pós-bop, com claras influências de Charlie Parker e um repertório de originais e composições históricas que vai até Ornette Coleman. Na moldura destas, e suportado por uma secção rítmica em combustão permanente, o alto de Toscano voa com a desenvoltura e a agilidade de uma águia.

Classificação etária: M6          Duração: 80 min

Comprar

 

Sonia_Repair_final_02.jpeg

SÓNIA PINTO - 19 novembro - 21h30

Sónia Pinto apresenta ao vivo o novo disco REPAIR.

A autora inspira-se na técnica japonesa Kintsugi, em que peças valiosas quebradas são reparadas com ouro e não descartadas, passando uma mensagem de esperança e superação a todos os que viram as suas vidas quebradas, suspensas e adiadas, por uma crise de saúde publica.

O disco fala das fissuras provocadas na queda, e da recuperação e esperança no futuro próximo.

Repair, Chaos e Ode to freedom, são os temas originais, com letras da cantora e música escrita em co-autoria com Pedro Neves, arranjador e co-produtor desta obra. Integra ainda o Wonderful Life, tema dos Black de 1987, e que contou com a participação de Rodrigo Pinto, no trompete.

Repair será apresentado ao vivo em quarteto, com Pedro Neves no piano, Miguel Ângelo no contrabaixo e Leandro Leonet na batería, músicos que acompanham a cantora numa estimulante dinâmica de criatividade, doçura e irreverência.

 

Espetáculo integrado no ciclo Musicatos Jazz, e que terá lugar no auditório dos Paços da Cultura.

 

Classificação etária: M6          Duração: 60 min

Comprar

 

Captura_Flauta.jpg

flauta doce e

os sons de arrepiar

20 novembro - 10h30

 

Que som é este que ouves? 

Buh! A noite é escura e cheia de vida, sons e movimentos. 

Uma flauta doce e um som de arrepiar levam-nos por entre texturas e expressões a outro lugar. Um concerto onde sons e texturas andam de mãos dadas.

Neste concerto, os bebés agem como parte integrante do espetáculo, assumindo o carácter de agentes ativos fazendo de cada balbucio uma nova sonoridade, um novo ritmo.

Classificação etária: Para todos os públicos          Duração: 50 min

Comprar

 

Captura_CarlosBica.jpg

carlos bica & azul

25 novembro - 21h30

 

O contrabaixista Carlos Bica é dos mais internacionais músicos de jazz portugueses e uma referência incontornável do jazz europeu.

Entre os vários projetos musicais que Carlos Bica lidera, é com o seu trio Azul, do qual fazem parte o guitarrista alemão Frank Möbus e o baterista norte-americano Jim Black, que reconhecemos a identidade da escrita de Bica e do som construído por estes três exímios músicos do jazz.

Com a solidez e maturidade de projeto conferida pelas suas duas décadas de existência, o trio Azul, tem vindo a apurar a sua estética tão original e aliciante. Além dos aclamados discos, a nível nacional e internacional, as suas apresentações ao vivo constituem momentos únicos de criação e deleite musical que cativam por completo o público presente.

Classificação etária: M6          Duração: 80 min

Comprar

 

JAZZ.jpg

CONCERTOS WARM UP 

novembro jazz 

Ao longo do Novembro Jazz, o foyer da Casa da Criatividade será espaço de trabalho de um diverso conjunto de jovens e muito talentosos artistas, oriundos da Academia de Música de S. João da Madeira e da Academia de Música de Espinho. 

Antecedendo os grandes nomes do ciclo Novembro Jazz, estes jovens músicos proporcionarão ao público uma divertida viagem no tempo e no estilo do JAZZ.

Todos os espetáculos serão de acesso livre 

PROGRAMA

04 nov, 21H15

Quarteto AI, Academia de Música SJM

11 nov, 21H15

Solo de Saxofone, Academia de Música SJM

18 nov, 21H15

Vibrafone e Voz, Escola Profissional de Música de Espinho 

25 nov, 21H15

Vibrafone e Voz, Escola Profissional de Música de Espinho

Classificação etária: M6          Duração: 30 min

 

bottom of page