HAMLET

Companhia de Teatro do Chapitô

Abertura do Festival de Teatro 2019

26 abril › sex. 22h00 * Casa da Criatividade 

A 36ª Criação Colectiva da Companhia do Chapitô: Uma inadaptação a partir do texto de William Shakespeare. Passada na Dinamarca, a tragédia shakespeariana conta a história de como o Príncipe Hamlet tenta vingar a morte de seu pai – Hamlet, o Rei –, assassinado por Cláudio, seu irmão, que o envenenou e, em seguida, tomou o trono, casando-se com a Rainha.

Entre a loucura real e a loucura fingida, “Hamlet” explora temas como a traição, vingança, incesto, corrupção e moralidade. 

Esta nova criação explora o estilo de comédia visual e física que convida à imaginação do público e tem notabilizado este colectivo em palcos internacionais, reconhecido com uma série de prémios dentro e fora de portas.

 

 

RE-POSIÇÃO? NÃAAAO!   

CULTURA VIVA ›› 27 abril › sab. 16h00 * Paços da Cultura 

Quinzé, líder do Grupo, dormindo , sonha com todas as personagens que têm contracenado  nas suas peças. À medida que vai sonhando, algumas delas ganham vida e vão aparecendo em cena. Quinzé acorda no meio de uma confusão instalada , mas as personagens mantêm-se "vivas" nos seus papéis. Acusado de ser "ladrão", é levado para a esquadra , ele e o resto da comitiva. Ficará preso? Será mesmo verdade que estamos na presença de um "ladrão"? Ou não passará tudo de um equívoco?!

 

GEDE TV dá cá o comando!

GEDE ›› 27 abril › sab. 21h30 * Casa da Criatividade 

Maria e António são um casal que procura a felicidade na caixa mágica. O comando da TV, serve apenas para mudar de canal ou é um símbolo de poder? A caixa mágica faz magia boa ou magia negra nas mentes de quem vê? 

Com alguns dos elementos fundadores do Grupo de Expressão Dramática de Escapães e os atuais, esta é uma peça que promete divertir e oferecer ao público o verdadeiro drama do zapping da Gede TV dá cá o comando.  

 

DEIXA QUE EU CONTO  

ARTES DE PALCO ›› 28 abril › dom. 16h00 * Casa da Criatividade

Hans Christian Andersen, o famoso contador de histórias, é deparado com a improvável visita dos irmãos Jacob e Wilhelm Grimm que o acusam de roubar os seus contos. Enquanto decidem disputar o único lugar para o melhor escritor, as personagens revoltam-se contra o rumo e morais que os autores lhes deram, desde a morte da Pequena Sereia por amor, à falta de beleza da Patinha Feia, o que nos leva a perguntar: Será que tudo o que foi contado por Andersen e pelos Grimm aconteceu exatamente da forma como foi escrito?

 

VAMOS AO CINEMA!

ANIM’ARTE ›› 29 abril › seg. 21h30 * Casa da Criatividade

Vamos ao cinema, fazendo teatro. O enredo dos grandes clássicos do cinema passarão na tela, isto é, no palco, através de cowboys, índios, apaixonados, cantores...

 

É SÓ PORTUGAL... 

LUA NOVA ›› 30 abril › ter. 21h30 * Casa da Criatividade

Portugal é só um país com pessoas que não têm medo de mostrar as suas alegrias e frustrações. O que acontecerá quando o tentam vender?

 

A VISCONDESSA DE TRICU

ROSTOS E MÁSCARAS ›› 1 maio › qua. 16h00 * Paços da Cultura

O desconcerto do mundo social. O real e o irreal entrecruzam-se dando lugar ao equívoco e à irrisão. O ser e o parecer confundem-se, tal como o ter e o pensar ter.

As palavras têm direitos (insólito).

O humor cáustico e corrosivo chama à colação os eternos vícios de certas classes sociais e profissionais. O espectador fica na dúvida: As personagens estão a viver os acontecimentos ou tudo se passa na esfera do onírico?

O absurdo e a dimensão temporal rompem com a lógica, provocando o riso e o espanto.

 

MALDITA IDADE 

ATEC ›› 2 maio › qui. 21h30 * Paços da Cultura

Maldita Idade ou as peripécias da vida de Ismael Inocêncio antes e depois de ter sido condenado à velhice precoce pelos próprios preconceitos. 

 

OS 11 BEIJOS PERDIDOS 

TOJ ›› 3 maio › sex. 21h30 * Casa da Criatividade 

Os onze beijos perdidos” é  uma oportunidade para pensarmos sobre  situações de  discriminação e de  hostilidade, num registo metafórico e humorístico .

 

OVERDADE OU UMA GRANDE MENTIRA 

TRILHO ENCENA ›› 4 maio › sab. 16h00 * Paços da Cultura 

Partindo de entrevistas que relatam histórias reais, o autor dá vida a uma personagem fictícia que viaja por realidades paralelas da sua própria existência «Overdade ou uma grande mentira» tem como figura central Saulo, um ex-toxicodependente que faz uma espécie de viagem distópica pela sua vida: e se tudo tivesse corrido mal? 

O que seria de seu pai? 

Da sua mulher e da sua filha? 

Que seria de si próprio?

 

OS P’S DA VIDA 

SERAFINS ›› 4 maio› sab. 21h30 * Casa da Criatividade

A vida é um desafio, um risco, uma fonte de desamparos e uma promessa de felicidade. Nela plantamos sonhos e esperamos colher vitórias. Uma coisa é certa: muito daquilo que alcançamos depende da sábia construção do ser. 

 

COR.agem 

OFICINA DE ARTISTAS ›› 5 maio › dom. 16h00 *  Casa da Criatividade

Andar numa montanha russa. Segurar uma cobra ao pescoço. Fazer bungee jumping. Escalar os Himalaias.

Comandar um exército. E se a coragem não for nada disto? E se percebermos que a coragem, apesar de ser tudo isto, é sobretudo um pouco mais? É uma espécie de fé interior que se pratica todos os dias e não apenas em ocasiões especiais. É saber dizer “Já chega! Não quero mais!”. É ousar crescer, sabendo que, provavelmente, nunca mais voltaremos a ter tanta graça quanto tivemos em crianças. É arriscar dizer “gosto de ti”. É enfrentar o desafio de ser autenticamente, mesmo quando é mais fácil simplesmente ser mais um entre todos. 

Diz-se da Oficina de Artistas que tem em palco crianças e jovens, mas conta histórias que sensibilizam adultos. Diz-se da Oficina de Artistas que, mais uma vez, estreia um argumento original, deixando-se conduzir pelo espelho íntimo, secreto e corajoso de cada um dos seus artistas.

 

MEMÓRIAS 

ACADEMIA ASSP ›› 8 maio › qua. 19h30 * Paços da Cultura

Nesta peça as personagens viajam ao encontro das suas memórias. Passado, presente e futuro. As memórias que deixamos para trás, são por muitas vezes manipuladoras do nosso futuro. Criança, adulto e idoso.

Aqui cada um invoca as suas memórias: as boas e más, as tristes e alegres, aquelas que relembram e até as que já esqueceram.

Aborda-se  vivamente aquilo que é a vida, uma miscelânea de experiências que definem a nossa personalidade.

Será o passado assim tão importante para o presente?

Será o passado delimitador do nosso futuro?

Tudo isto:  é vida!

 

NO ENTARDECER DOS DIAS DE VERÃO 

A BEM DIZER ›› 8 maio › qua. 21h30 * Casa da Criatividade

No entardecer de um dia de verão, um piquenique anual reúne figuras célebres. É a oportunidade para se desvendar situações míticas ou para se mitificar outras, numa interessante paródia.

 

MAMMA MIA! na praia com a Maria! 

ENTRE CENAS ›› 9 maio › qui. 21h30 * Paços da Cultura

Uma praia típica portuguesa onde se encontram pessoas muito diferentes. Será o sítio ideal para descansar?

 

A CAIXA 

TROUPE ›› 10 maio › sex. 21h30 * Casa da Criatividade

Cavalões, uma aldeia no interior, vive um período turbulento, dada a instabilidade social do país. Faltam recursos médicos, o Centro de Saúde não tem médico de família e possui poucos enfermeiros, os CTT fecharam por falta de funcionários e a farmácia fechou por falta de medicamentos. Porém, existe uma caixa que guarda um tesouro importante para a aldeia. O roubo dessa caixa perturba a população que gera uma onda solidária para a encontrar.

 

DESENREDAR AS EMOÇÕES

RECRIARTE ›› 11 maio › sab. 16h00 * Paços da Cultura

 

O Recriarte, grupo de teatro da CERCI- SJM, propõe-se a um desafio de titãs...

De um lado está Rita a representar o ser humano – esse ser aparentemente caótico e instável!... Do outro, estão Clarividência e Eugénio – esses seres superiores, imaculados, vindos não-se-sabe-bem-de-que-planeta – que assumem a missão de desenredar o traço distintivo do homem: a emoção.

Clarividência – mais desconfiada – e Eugénio – um entusiasta da espécie humana – tentarão investigar a função das emoções sonhando com um prémio nobel-intergaláctico. 

Mal sabem eles que melhor do que qualquer nobel será que eles próprios se permitam ao contágio, a um baile enredado de emoções!

Convidamos o público a descobrir, com Clarividência e Eugénio, o caminho de Rita desde que por um infortúnio – o fim de uma relação amorosa – se vê enredada, remetida ao casulo da dor, até desenredar, ganhar asas e voltar a sentir-se ao comando da sua vida!

 

TEATRO URBANO (À MODA) DO SÉRIÙS  

SÉRIUS ›› 11 maio › sab. 18h00 * Autocarro do TUS * 20min. cada peça

 

POLÍTICOS, POLÍTICOS… MALUCOS À PARTE. 

Zé Manel vê a sua típica viagem de TUS ser transformada num autêntico campo de batalha eleitoral, quando dois políticos decidem entrar em cena. Porque uma cacofonia de duas campanhas eleitorais não se faz só com politiquices, Zé Manel decide atribuir um novo timbre à sinfonia. 

 

MAD TUS 

8 de janeiro de 1980: Aproxima-se a celebração dos 100 Anos do ilustre hotel “Mad TUS”. Vlad, dono do hotel, e Gustav, seu criado, fazem os possíveis para que esta festa seja inesquecível!, porque, afinal, não é todos os dias que se faz 100 anos! Contudo, uma visita inesperada de uma hóspede recorrente troca-lhes as voltas aos planos. 

 

O ROUXINOL

AceiTe ›› 11 maio › sab. 21h30 * Casa da Criatividade

Na China o Imperador é chinês e todos os que vivem com ele são chineses. 

O Imperador tem  um palácio, uma corte, um camareiro, uma moça de 

cozinha, um mestre de música, um rouxinol, e são muitos os narradores. 

Entre música, gaiolas e negro um coro propõe-se contar a história de 

Hans Christian Andersen, antes que seja esquecida.

 

A MENINA SEM NOME

ANIMOPARQUE ›› 12 maio › dom. 16h00 * Casa da Criatividade

Menina sem Nome é uma menina que nada tem e por isso vive infeliz num mundo que não tem sentido, até se encontrar com uma Velhinha sábia que lhe dá a oportunidade de escolher entre dois mundos completamente opostos...

 

VAMOS RECICLAR EMOÇÕES?

PARRINHENSES ›› 14 maio › ter. 19h30 * Casa da Criatividade

A criança de hoje é confrontada com um dia-a-dia stressante e agitado, desde a hora que acorda até ao deitar. Muitas vezes não lhe é permitido ser aquilo que realmente é: CRIANÇA.

Runmi, a nossa personagem, bem cedo se apercebe que este género de vida não a satisfaz. Afinal ela só pede uma coisa: BRINCAR.

Numa lixeira, onde os adultos não conhecem ainda a reciclagem, ela encontra um amigo. Numa troca de amizade muito sincera, Runmi ajuda-o a reciclar, tornando aquela cidade um sítio saudável e mais feliz.

E que bom que era se as emoções negativas também se reciclassem, não acham?

Talvez seja possível! Saibam como, aprendendo com as nossas personagens.

 

MARIA DA LUZ

OS BOINAS ›› 14 maio › ter. 21h30 * Paços da Cultura

Maria da Luz é uma jovem portuguesa, natural da aldeia de Âncora. Orfã de mãe, é a mais nova de quatro irmãs. É uma menina linda e extrovertida sempre acarinhada pelo seu pai. O início da guerra leva-o para o Ultramar, acabando por lá morrer. A vida de Maria da Luz dá uma reviravolta e os desafios começam: a escola, os trabalhos, e os amores são histórias reais interpretadas por um grupo de “jovens” sanjoanenses encarnados por Maria da Luz. 

 

MUDAR O MUNDO COM O VOLUNTARIADO

BANCO LOCAL DE VOLUNTARIADO E ECOS URBANOS ››

15 maio › qua. 14h30 * Casa da Criatividade

O Banco Local de Voluntariado de S. João da Madeira leva a cena, com a participação de voluntários, colaboradores e utentes da CERCI de S. João da Madeira, uma adaptação do livro "Todos Temos Asas, mas Apenas os Voluntários Sabem Voar", da Sónia Fernandes, no âmbito do projeto MOM - Mudar o Mundo, da Pista Mágica - Escola de Voluntariado. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

NOT FRAGILE

TEATRO EM CAIXA

Encerramento do Festival de Teatro 2019

17 maio › sex. 22h00 * Casa da Criatividade

Será que existem homens frágeis?

Sem recurso à palavra, um excêntrico apresentador recorre ao teatro físico, à manipulação de objetos, a instrumentos musicais e sarcasmo para mostrar as suas conclusões sobre as idiossincrasias do homem com “h” pequeno.

NOT FRAGILE é uma divertida caricatura ao género masculino desenhada a partir das profundezas das teorias da psicanálise de Freud até aos gabinetes da psicologia barata da internet e imprensa cor-de-rosa, usando os estereótipos: futebol, carros, mulheres…

O teatro físico, a manipulação de objetos e a música são os principais instrumentos expressivos num espetáculo que pretende tocar todos nalgum ponto específico da sua existência e interagir com o público. Percetível por portugueses e estrangeiros.

 

 

CASA DA CRIATIVIDADE, PRAÇA 25 DE ABRIL, SÃO JOÃO DA MADEIRA, PORTUGAL