Grande Auditório

O Auditório é uma sala de cena contraposta à italiana e tem uma lotação de 464 lugares + 4 para pessoas em cadeira de rodas. Está vocacionado para espectáculos de teatro, dança, música, ópera, cinema, para congressos e todo tipo de reuniões.

Configurações da Sala

A Sala de espectáculos da Casa da Criatividade pode ser convertida em 5 configurações:

1  “Livre” Area Total do espaço C/ 33.68m x L/14.49m

2  “Isabelino” palco com C/12m x L/14m, com bambolina Regia a 5 metros.

3 “Isabelino” palco com C/12m x L/16m, com bambolina Regia a 5 metros, sem fosso de orquestra.

4  “Arena” com bancadas montadas nos extremos.

5  “Passerelle” com bancadas montadas nas laterais – passagem de modelos

Nota: A sala está previamente montada na 2 configuração, para maior lotação e corresponder às necessidades de grande parte dos espectaculos.

Medidas

Largura da boca de cena - 12,00

Altura da boca de cena - 5,55

Profundidade do palco até ao ciclorama - 12,00

Altura da 1ª varanda - 2,00

Altura da 2ª varanda - 4,00

Altura até à teia - 10,50

Canopia Acústica

A Casa da Criatividade possui uma canopia de tratamento acustico situada entre a primeira varanda e a primeira ponte.

Chão do Palco

O palco da Casa da Criatividade é construido em Sucupira enverniazada e com a cor original da madeira, dividido quarteladas de 1x1 m.

Fosso de Orquestra

O fosso de orquestra é motorizado e tem paragem em 3 níveis: palco, cadeiras de orquestra e fosso.

Sistema de suspensão

O sistema de suspensão é composto por 28 varas motorizadas de velocidade fixa e variavel, e têm uma capacidade de carga de 500 kg. Controlados por uma consola de varas Sá-Ber, com um software que permite a criação de memorias de movimentação.

Pontes de Iluminação

A Iluminação frontal é efectuada através de pontes fixas com material de iluminação fixa, distribuidos uniformemente.

1 Ponte : 6 Recortes ETC Source 4 15/30 750 HPL

6 PC Robert Juliat 329 16/72 2500W

2 Ponte : 6 Recorte ETC Source 4 25/50 750 HPL

Nota: A primeira ponte já faz uma eficiente iluminação frontal, não sendo muito utilizada a 2 Ponte.

Planeamento

Antes da assinatura do contrato as companhias deverão enviar um rider técnico genérico com as necessidades de cenografia, luz, som, vídeo, pessoal e tempos de montagem.

As companhias deverão enviar com a antecedência mínima de um mês antes do primeiro dia de montagens, uma actualização do rider técnico adequando-o às condições técnicas da sala; deverá ser enviado nomeadamente:

Desenhos do cenário implantado nas plantas dos palcos, com indicação de quais varas são utilizadas para cena preta e cenografia

Planta de luzes, com os projectores implantados na planta do palco

Lista de equipamento de som a usar, com lista de vias e stage plot

RestriçõesÉ proibido fumar no edifício da Casa da Criatividade.

É proibido levar comida ou bebidas para a plateia ou palco do auditorio. A única excepção é feita para água engarrafada.

Não é permitido deixar material no edificio após termino do processo do espectáculo.

Por motivos de segurança, não pode haver artistas em palco sem a presença de pessoal técnico.

A iluminação das escadas da plateia, a sinalização de emergência e a luz de circulação na plateia não podem ser desligadas ou tapadas.

Informações técnicas relevantes

A Produção e a Direcção Técnica deverão ser avisados com a devida antecedência sempre que os espectáculos implicarem:

Efeitos pirotécnicos

Artistas a fumarem em cena

Cenários ou efeitos com utilização de água (aquários, piscinas, chuva, etc.)

Cenários cuja montagem ou desmontagem precisem de trabalhos de soldadura ou de corte com rebarbadora, a serem no palco

Efeitos de luz com projectores Strob

Elementos cenográficos ou adereços que produzam pó (p.e. terra, turfa, carvão)

Animais

Politica de Cedências

A produção visitante, sob estatuto de cedência, deve respeitar todos as condições já descritas neste dossier, assim como as seguintes:

Os técnicos da Casa da Criatividade não são responsaveis pelo design de Luz, Som ou Video dos espectáculos sob estatuto de cedência. Qualquer necessidade de operação deverá ser previamente acordada com a equipa técnica.

Somente os técnicos da casa podem operar a consola das varas.

Eventuais alterações aos horários de trabalho previamente acordadas, deverão ser comunicadas com uma antecedência minima de 72 horas

Não é permitido deixar equipamento, mobília ou qualquer outro tipo de objecto no edifício, após o fim do espectáculo.

A lotação dos camarins é a descrita e a possível. A necessidade de ultrapassar a capacidade dos mesmos, e o desconforto que possa causar aos artistas, fica a cargo da produção visitante.

A utilização de mobiliario, panejamento ou outro elemento do edifício, fora do contexto a que se destina, deve ser acordado e aceite pela equipa. No final, a equipa visitante deve assegurar que esse elemento retorna ao seu devido lugar.

Por motivos de segurança não pode haver elementos da equipa visitantea usar meios audiovisuais sem a presença de pessoal técnico no edifício.

A equipa técnica não tem os conhecimentos, nem os meios, para elevar pessoas com segurança. Qualquer excepção deve ser previamente acordada e aceite pela equipa técnica, sob a total responsabilidade da equipa visitante.

A necessidade de apoio técnico extra deverá ser suportado pela produção visitante.

Após avaliadas as condições técnicas em causa, a Direcção Técnica e Produção reserva-se o direito de não autorizar a realização dos aspectos que lhe pareçam envolver risco, ou de impor medidas de segurança adicionais para a sua realização.

Não temos pessoal para cargas e descargas.

A produção da companhia visitante deverá informar com uma antecedência mínima de 3 semanas quais são as suas necessidades de pessoal.

Horário

Manhã: das 10:00 às 13:00

Tarde: das 14:00 às 19:00

Noite: das 20:30 às 23:30

O horário de descargas, montagens, ensaios, espectáculo, desmontagem e carga deverá ser combinado com 3 semanas de antecedência com a Direcção Técnica e Produção do teatro.