Caros Pais, 



Quando decidi trazer “O Despertar da Primavera” para a Casa da Criatividade, sabia que os temas explorados a peça original e banida de Frank Wedekind escrito em 1891, eram ainda relevantes nos dias de hoje.

O texto original, fundido com musica indie-rock, transformou “O Despertar da Primavera” num fenómeno teatral que tem fascinado publico de todas as gerações, de todas as culturas, pelo mundo fora.

Estive envolvido na produção deste espetáculo em Inglaterra e recebemos uma resposta muito positiva, não só do publico mais jovem, mas de pais que tinham assistido ao musical e que descobriram que o espetáculo os tinha ajudado a iniciar conversas sobre os temas abordados. Disseram me que o musical os tinha ajudado a falar sobre temas que os “adultos” no espetáculo tinham medo de discutir ou queriam ignorar.

Foi para mim uma surpresa gratificante ler sobre estas histórias e saber que a história retratada no musical, ajudou a facilitar estas conversas, por vezes ainda no teatro, outras vezes, já em casa. 

Considero que a melhor forma de ilustrar o que referi anteriormente, é convida-lo a ver e ouvir a opinião de outros pais que assistiram ao “O Despertar da Primavera”. Esperamos que eles o ajudem a decidir se quer partilhar o espetáculo com os mais novos.

De acordo com o sistema de classificação de espetáculos em Portugal, este musical é recomendado para maiores de 16 anos, ou menores de 16 desde que acompanhados por um adulto.


Espero que “O Despertar da Primavera” para além de proporcionar uma noite inesquecível, ofereça uma viagem aos assuntos que ainda hoje os nossos jovens se veem confrontados e que muitas vezes tem dificuldade em encontrar respostas. 



Fernando Pinho

Diretor Artístico